sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Do fundo do baú

Os legítimos apoiadores da paixão não fazem NADA! (nada)
Só nascem, morrem, crescem, crescem, morrem, nascem, morrem
Dentro de mim.

2 comentários:

textostelona disse...

Quero viver, quero morrer, de dentro para fora, de fora para dentro, dentro de ti, dentro de mim, fora do mundo. Talvez só tenha nascido e esteja longe de morrer. Dentro de mim, dentro de ti, fora de nós.

Abraço, Luiz G.

Morgana Kretzmann disse...

Nascer, morrer.. pelo menos não ficamos no ócio, esperando que seja perfeito, pois nunca é.
Saber viver com as dores e as perdas, é que nos faz crescer, nos molda como seres humanos, cada vez melhores... morremos e renascemos.
Beijos
Mogui
PS. NÃO CONSIGO TE SEGUIR NO BLOG, PORQUE?